A POBREZA ESPIRITUAL DE UM SACERDOTE

A hierarquia de IFÁ (espiritual) põe cada sacerdote no patamar que merece por seus méritos e feitos.   Diante desta afirmação, as escrituras sagradas nos deixam claro que, o universo espiritual atua Leia mais»

SUPERAÇÃO

Vivemos em uma sociedade onde determinados conceitos são formados através de padrões estabelecidos.   Muitos dos que não se enquadram nesses padrões, acabam tornando-se vítimas de discriminação social, racial, religiosa, orientação sexual, Leia mais»

SHANGÓ PROCLAMA COM SUA VOZ: TU SERÁS FELIZ HOJE! (SÀNGÓ LO WI MÃ YO TE TE TE)

  Mais de trezentas pessoas, entre elas BABALAWÓS, BABALORISHÁS, YALORISHÁS, AWÓ FAKANS, APETEBIS E ALEYOS, se reuniram em um grande evento religioso em homenagem ao ORISHÁ ONI SHANGÓ, ORISHÁ ALAGBATOBI do grande Leia mais»

OLÓFIN (ODU) E OBARA KASIKÁ

No início da criação de IFÁ, se preparava o saber e conhecimento que formariam a mente humana. OLÓFIN junto a ODU (IGBA ODU) entregou o poder astral a cada um dos 256 Leia mais»

O SACERDÓCIO DE IFÁ, O SACERDÓCIO DE ORISHÁ: UNIVERSOS ESPIRITUAIS DISTINTOS

  As razões para esta diferença são óbvias. Um BABALAWÓ nasce da divindade ODU (responsável pela descida dos Odús à Terra, etc.) através do ventre espiritual do seu OLUWÓ e OJUGBONA (iniciadores). Leia mais»

DA FRUSTRAÇÃO NASCE A INVEJA

Todo covarde é fraco, todo fraco é medroso, todo medroso é frustrado e todo frustrado é pretensioso, todo pretensioso é orgulhoso, que também é ingrato, hipócrita etc….. Simples! A falta de humildade Leia mais»

 

A POBREZA ESPIRITUAL DE UM SACERDOTE

whatsapp-image-2016-10-31-at-7-21-38-am
A hierarquia de IFÁ (espiritual) põe cada sacerdote no patamar que merece por seus méritos e feitos.
 
Diante desta afirmação, as escrituras sagradas nos deixam claro que, o universo espiritual atua de forma justa e imparcial na avaliação de cada sacerdote na Terra. Ou seja, o merecimento, sem dúvida, definirá uma posição acima ou abaixo que um religioso ocupará dentro do contexto espiritual onde se desenvolva.
 
Seguindo o mesmo raciocínio baseado no ponto de vista de IFÁ, seria correto afirmar que ninguém jamais, JAMAIS ocuparia uma posição elevada dentro de nossa religião se esta não tenha sido conquistada através dos próprios méritos DIGNAMENTE.

OXÓSSI O REI DE KETÚ

352dd3a7-7cf1-4c6c-babd-5f7bcfbd5292

PATAKI

OXÓSSI nasceu em YEBÚ ODÉ, mas reinou em KETÚ. Teve três filhos que foram caçadores como ele e se chamavam:  ARIBITASI, ARISITASI e ATAMATASI.

OXÓSSI saia para caçar com eles e era muito feliz. Porém, isso despertava muita inveja entre seus inimigos. Os ARAYÉS (inimigos) começaram a caluniar OXÓSSI e também a seus filhos e o povo ouviu essas calúnias.

Um dia, o Conselho de Anciões, determinou que enviassem ao OBÁ (rei), ou seja, a OXÓSSI, um cesto com 101 ODIDÉS (101 penas de Acodidé), que era a sentença, para que soubesse o OBÁ que ele estava condenado a morte e que seu povo não o desejava mais como OBÁ.

NANÁ BURUKU A FIDELIDADE MATRIMONIAL

68ae49f377b2f4d6a6097a3194f967e6

PATAKI

Havia uma época em que as mulheres podiam se relacionar com vários homens ao mesmo tempo. Nenhum homem tinha meios para se livrar disso. AKAMALE não era diferente. Sua mulher só cozinhava para ele comer SARA EKÓ (uma espécie de mingau). Em troca, para seu outro marido preparava EKRÚ ARO (um tipo de bolo) e ERAN MALÚ (carne).

Assim seguiam as coisas e AKAMALE não podia mudar essa situação. Um dia foi à Casa de ORUNMILÁ pedir ajuda e contou tudo a ele. ORUNMILÁ consultou IFÁ e disse que ele teria que fazer algumas oferendas e sacrifícios e levar tudo num bambuzal, pois ali receberia o ASHÉ.

YEWÁ: A BELEZA DO MUNDO

yewa1YEWÁ, ORIXÁ das mutações, transformações, da percepção do que é belo e do que é feio, a distinção entre eles. Apaixonada por XANGÔ como OYÁ, porém com sentimento retido, contido.
 
YEWÁ representa o dom da adivinhação, da intuição, ORIXÁ adivinho. Seus filhos possuem um sexto sentido muito aguçado, aflorado, por conta dos EGUNS, espíritos que os acompanham. Divindade jovem, bela, que encanta no olhar e se diferencia das outras divindades por ter nela o símbolo da beleza.

SUPERAÇÃO

whatsapp-image-2016-09-10-at-6-38-59-am
Vivemos em uma sociedade onde determinados conceitos são formados através de padrões estabelecidos.
 
Muitos dos que não se enquadram nesses padrões, acabam tornando-se vítimas de discriminação social, racial, religiosa, orientação sexual, nacionalidade e assim por diante.

OXÓSSI O REI CAÇADOR

OCHOSI-2016-e1455812568363

Òşósii (OXÓSSI)

Esta palavra se deriva de: Ò – quem, şó – vigiar, sii – a uma distância, algum tempo.

Òşà dos caçadores (ODÉ) e dos conhecedores das propriedades mágicas das plantas. É um ORIXÁ GUERREIRO, por ter uma especial habilidade de ver a uma grande distância e de escutar o menor som possível, assim como agir com grande e incrível rapidez.

Um dos filhos de YEMANJÁ, assim como seu irmão OGUN, é o patrono dos caçadores. Sua ação é levar e atrair os animais às armadilhas ou buracos preparados pelos caçadores. Colabora com seu irmão dando-lhe a ajuda necessária em auxilia aos caçadores.

BOROMÚ E BORONSIÁ: OS GUARDIÕES DE ODUDUWÁ

ro

Os ORIXÁS BOROMÚ (BROMU) e BORONSIÁ (BRONSIÁ), aqui nesse aspecto são o ORVALHO e o NEVOEIRO, que são irmãos que guardam os segredos de ODUDUWÁ.

BOROMÚ é o ORIXÁ dos desertos, é descrito como um ORIXÁ vinculado ao reino da morte, já que representa a durabilidade do corpo humano (ossos).

BORUMÚ acompanha YEWÁ no reino espiritual e aprenderam entre eles o oráculo.

SHANGÓ PROCLAMA COM SUA VOZ: TU SERÁS FELIZ HOJE! (SÀNGÓ LO WI MÃ YO TE TE TE)

IMG-20160506-WA0022

 

Mais de trezentas pessoas, entre elas BABALAWÓS, BABALORISHÁS, YALORISHÁS, AWÓ FAKANS, APETEBIS E ALEYOS, se reuniram em um grande evento religioso em homenagem ao ORISHÁ ONI SHANGÓ, ORISHÁ ALAGBATOBI do grande maestro OLUWÓ SIWAJÚ Evandro Otura Aira IFÁ NI L’ÓRUN.

OLÓFIN (ODU) E OBARA KASIKÁ

5690a823-612c-4620-8e70-35276feb506d

No início da criação de IFÁ, se preparava o saber e conhecimento que formariam a mente humana. OLÓFIN junto a ODU (IGBA ODU) entregou o poder astral a cada um dos 256 Odús de IFÁ, determinando que cada Odú de acordo com sua essência (virtudes e defeitos) transmitissem a seus filhos na terra a força e ASHÉ capaz de ajudar seus filhos a resolverem seus conflitos na terra por si só.

Entre eles (256 Odús) havia um que se destacava por sua inteligência graças a virtude transmitida de seu superior. O mesmo era vaidoso, tinha um grande desejo de mostrar suas habilidades a fim de ser reconhecido e ser superior a OLÓFIN e os demais Odús. Este se chamava OBARA KASIKÁ ASHÉ TOLUWÁ OLÓFIN que era por mandado de OLÓFIN, o responsável por realizar os preparativos de cada Odú que baixariam a terra, que levariam com eles as virtudes, os defeitos, as dificuldades, as resoluções de cada um dos seres humanos que viveriam na Terra.

O SACERDÓCIO DE IFÁ, O SACERDÓCIO DE ORISHÁ: UNIVERSOS ESPIRITUAIS DISTINTOS

earthmeetssky-631938

 

As razões para esta diferença são óbvias.

Um BABALAWÓ nasce da divindade ODU (responsável pela descida dos Odús à Terra, etc.) através do ventre espiritual do seu OLUWÓ e OJUGBONA (iniciadores).

Um YAWÓ (consagrado em ORISHÁ) nasce do respectivo ORISHÁ ao qual foi iniciado, através do ventre espiritual de seu BABALORISHÁ ou YALORISHÁ.