LUCUMI – ANTIGA TERRA YORUBÁ

Introdução A seguir falaremos um pouco da origem do termo LUCUMI, sua origem, localização, cultura e religião. Abordaremos desde ÁFRICA até o Novo Mundo, como se deu sua preservação e como ainda Leia mais»

VERDADES OCULTAS E ESQUECIDAS

  Quando fazemos referência a OSHA-IFÁ, não devemos ignorar que ambas expressões religiosas são produtos da LEI DE CAUSA E EFEITO. Ao afirmarmos isso, tomamos o fato de que ao revelar as Leia mais»

OLOKUN – AGANA ERI

OLOKUN é o ORIXÁ da procriação, é a deidade das profundidades oceânicas, onde ODUDUWÁ o acorrentou. Dentro de OLOKUN habitam dois espíritos: SOMÚ GAGÁ e AKARÓ. AKARÓ é o espírito da morte, Leia mais»

PREVISÕES PARA O ANO DE 2017 DA FAMÍLIA IFÁ NI L’ÓRUN

  Este cerimonial foi realizado no Ilé Ifá Ni L’Órun nas primeiras horas do primeiro dia do ano de 2017. Vinte e cinco Babalawós testemunharam o momento em que Odú foi revelado Leia mais»

A REGRA ARARÁ

O Reino de DAHOMEY se estendeu pelos territórios compreendidos entre os rios VOLTA e o DELTA de NÍGER, ao norte da costa do GOLFO de GUINÉ na ÁFRICA centro-ocidental. Nas primeiras décadas Leia mais»

A POBREZA ESPIRITUAL DE UM SACERDOTE

A hierarquia de IFÁ (espiritual) põe cada sacerdote no patamar que merece por seus méritos e feitos.   Diante desta afirmação, as escrituras sagradas nos deixam claro que, o universo espiritual atua Leia mais»

 

IROKO

ORIXÁ relacionado aos desejos humanos, sejam bons ou ruins. ORIXÁ do caminhante, se consagra através de OBATALÁ.

IROKO é o espírito que vive na raiz para uns e nas folhagens para outros, da CEIBA SAGRADA (ARABÁ).

Todos os ORIXÁS veneram IROKO. É conhecido também por outros nomes como ARABÁ e IROKÉ.

A FORMAÇÃO DA TERRA

Em grupos de sete vieram ao Planeta as DEIDADES MAIORES, sete vibrações – as fundamentais – em cada grupo, com seus séquitos de ENTIDADES MENORES; tinham o propósito de criar a natureza mineral primitiva.

Veio então OLOKUN e formou as fendas profundas que deram lugar aos oceanos, e ORISHAOKO levantou as terras do fundo dos mares.

XANGÔ criou a atmosfera e as nuvens com suas cargas elétricas.

OGUN elaborou os minerais e trabalhou as montanhas.

DADÁ IBANIN: A CORA DE XANGÔ

Também conhecida como OBAÑEÑE ou DADÁ BALDONE. É o ORIXÁ dos recém-nascidos. Também é considerada o ORIXÁ dos vegetais. Quando foi destinado a OBATALÁ povoar o mundo, este entregou a DADÁ a criação dos reinos (vegetal, mineral e animal). Foi quem criou XANGÔ. Não é um ORIXÁ que incorpora, por isso não se consagra em ninguém. Normalmente é representada por uma abóbora forrada de caracóis (búzios). Seus fios de conta são duas miçangas vermelhas e duas brancas, sucessivamente.

ORISHAOKO CULTIVA A VIDA

É o ORIXÁ que nos ensina como cultivar nossas vidas e a terra. É aquele que primeiro cultivou uma plantação. É o ORIXÁ do campo, cultivando sua terra e recolhendo suas colheitas para alimentar sua família.

Quando vemos ORISHAOKO na natureza vemos sua energia cultivando. Os animais são cultivadores também. Os dejetos que os animais excretam, fertilizam a terra e a vegetação que está crescendo. Nós vemos ORISHAOKO como a abelha trabalhadora que está levando o pólen e a seiva de um lugar a outro. Levando algumas coisas que estão perdidas de um lugar distante a outro onde é necessário. Coisas que são escassas são feitas abundantemente.

OLÓFIN

OLÓFIN e o nada. Ele em sua altíssima vibração. Não existiam nem tempo nem espaço. Foi então que ele decidiu fazer o tempo andar. Originou uma série de vibrações para tecer o Universo. OLÓFIN soprou fortemente e das partículas de sua respiração se formaram as estrelas e os sistemas planetários. Emitiu finos assovios dos quais surgiram as distintas Deidades.

YEWÁ DA ÁFRICA AO OCIDENTE

 

YEWÁ é um ORIXÁ dona da transição entre a matéria e o espírito e representa esse momento.

É amplamente ligada a morte e guia todos os EGUNS para essa transição. Seu culto provém de DAHOMEY e viveu em EGBADO.

Seu nome provém do YORÙBÁ YÈWÁ (YEYÉ: Mãe – AWÁ: Nossa).

INLÉ E ABATA ORIXÁS DA ESTABILIDADE DA FAMÍLIA

História

Estes ORIXÁS nasceram em TAKUÁ, antigo Império OYÓ.

ABATA é mais velha que INLÉ, pois quando este nasceu ela era jovem. A terra onde nasceram se chamava EGUNGUN porque estava rodeada de pântanos e nunca se sabia nada do que nela penetravam.

Esta terra era protegida por uma grande serpente azul com muitas pintas douradas e negras e dois chifres chamada ADAMO e tinha pacto com OXUMARÉ para cuidar de INLÉ e ABATA e toda sua família.

LUCUMI – ANTIGA TERRA YORUBÁ

Introdução

  1. A seguir falaremos um pouco da origem do termo LUCUMI, sua origem, localização, cultura e religião. Abordaremos desde ÁFRICA até o Novo Mundo, como se deu sua preservação e como ainda é usado e empregado no ocidente por todos da Tradição YORUBÁ. Veremos alguns resultados de anos de pesquisas de diversos cientistas sobre o tema.

Origem e Preservação

Muito se tem especulado sobre as origens do término LUCUMI. Lydia Cabrera disse a respeito: “LUCUMI é o nome que se dá em Cuba, aos YORUBÁS, que ocupam a parte OCIDENTAL do sul da NIGÉRIA, com as províncias de ABEOKUTÁ, LAGOS, YEBÚ, ONDO” (1).

IFÁ UMA FILOSOFIA DE VIDA

IFÁ é TUDO que compreende desde o mais simples ao mais complexo na busca por soluções de variadas gamas de acontecimentos que ocorrem na vida diária.

IFÁ é orientar o caminho com direção e sentido; IFÁ é praticidade, é ética, é solidariedade frente a necessidade, é sacerdócio ante a dor humana. É desvendar problemas futuros e revisar problemas passados. IFÁ é guiar, orientar, prevenir, enfim, IFÁ é TUDO.

A RELAÇÃO DE BOROMU E BOROSIÁ COM ODUDUWÁ E YEWÁ

BOROMÚ e BOROSIÁ são deidades de sua importância local, como muitas outras divindades que ao chegarem em terras americanas ganharam popularidade e se fizeram conhecidas em todo o conglomerado YORUBÁ aqui representado.
 
São de origem EGBADÓ, pois seu culto, apesar de hoje estar muito vinculado a ODUDUWÁ, originalmente se associava mais a YEWÁ e OLOKUN.
 
A associação com corpos desmembrados, decomposição anatômica e tudo mais que envolve essas deidades deve-se por conta da associação com os ORIXÁS YEWÁ e ODUDUWÁ.