Arquivos mensais: maio 2014

ALGO MAIS SOBRE ODUDUWÁ

20140525_105829

DIA DE ITÁ

Ao terceiro dia, bem cedo na manhã, se começa o Itá, onde os santos falam às pessoas que os recebem.

Começa o Itá depois de ODUDUWÁ ter estardo no Trono durante 16 dias.

COMO ATENDER A ODUDUWÁ?

1 – Se for cuidar dele em um quarto de santo, há que coloca-lo em um  lugar onde ninguém passe por debaixo dele e onde não tenha muita claridade.

2 – Estes Santo é de muita paz e quanto menos o incomode é melhor, já que lentamente faz sua função.

3 – Cuidar para que não tenham brigas e vozes altas diante dele.

YEMANJÁ SALVOU OXÓSSI E INLÉ


ocean_queen_yemaya_poster-p228718160769918888t51d_400

Aqui foi onde INLÉ e OXÓSSI eram filhos de YEMANJÁ e tinha seus ofícios: INLÉ era pescador e OXÓSSI caçador.

INLÉ adorava a ORU ODÉ ORUN, que era o que comandava a metade do mundo quando era noite, por isso é que a melhor pesca se faz à noite.

OXÓSSI adorava a AWA TODO OLO ORUN, que era o que comandava a metade do mundo quando era dia, por isso que a melhor caça se faz de dia.

CULTOS AFRO-BRASILEIROS NÃO SÃO RELIGIÃO? O QUE IFÁ TEM A DIZER SOBRE ISSO?

 

A recente decisão do juiz Eugenio Rosa de Araújo preconizando que os cultos afro-brasileiros não são religião denotam racismo, preconceito e intolerância religiosa. Segundo o parecer do juiz os cultos afro-brasileiros “não constituem religião”, pois não se baseiam em apenas um livro nem têm apenas um Deus. Ou seja, estamos diante de um magistrado absolutamente despreparado para emitir tal parecer antes de tudo, por não conhecer minimamente a matéria sobre a qual resolveu julgar.

Independente de tudo que já foi dito pelas várias organizações da sociedade civil, casas religiosas, militantes e intelectuais, nós, como sacerdotes do Culto de Ifá, entendemos que é importante nos manifestarmos e marcarmos uma posição neste debate pois, antes de tudo, sabemos que todo o culto de matriz Yorubá nasce e se desenvolve a partir da raíz de Ifá.

NOTA DE REPÚDIO DA FAMÍLIA IFÁ NI L’ÓRUN

justiça

Um dos erros graves nos argumentos utilizados pelo Juiz foi cometido. O Juiz seria responsável por julgar imparcialmente os atos de descriminação sofrida pela Umbanda e Candomblé nas redes sociais tornando sua decisão clara e absurdamente discriminatória.

Primeiro: Os erros arbitrários, passando por cima da Constituição Federal desrespeitando a fé e a moral de todos os brasileiros deste país que acreditam nas religiões citadas acima, cometendo um erro infundado com as tradições citadas de cunho pessoal de tal forma a passar por cima de leis federais que garante a preservação e liberdade de culto a todos os cidadãos que praticam sua fé no candomblé e na Umbanda ou em qualquer religião de matriz africana, sendo o mesmo conhecedor das mesmas e não se absteve em desrespeitar tais leis acreditando na falha de impunidades dos governantes de nosso País.

O HOMEM INCRÉDULO

PQAAACZ_MYd3OXYJ8CvbZ0m7CpnoLnnkblmXL0TcrQorMsNHxcKwXLqbKpNVjkfiaUx5rpqNKFrAPzKAnWtpE9YstTYAm1T1UAzak0EzFv78PRlPkDZ5RRpeH8XI

Pataki (Ika Kana)

Havia um homem incrédulo que um dia foi ver Orunmilá e ao se consultar saiu esse odú que lhe mandava fazer um sacrifício. Ele assim o fez e depois começou a comprar produtos no campo para revendê-los no comércio e prosperou tanto que comprava colheitas inteiras e as vendia aos revendedores.

Passou-se o tempo e o homem não se lembrava mais de Orunmilá e um dia Eleguá (Elegbara) disse a Orunmilá: O que acontece com a vida do armazenista que compra todas as colheitas dos agricultores? E Orunmilá lhe disse: Esse já não se lembra mais de mim…

OS TAMBORES YORUBÁS CONSERVADOS EM CUBA

1555467_10152169402557853_912358544_n

São eles:

BATÁ: Consagrados a Shangó, se utilizam para tocar a Eguns e a todos os Orishás. São chamados do maior ao Menor:

IYÁ

ITOLELE

OMOLE

OKUNKOLE

OBATALÁ SE FEZ DONO DE TODOS OS ORIS

tres_pombos_em_um_telhado_fotos-r2ea3a743abfd495689286e7521bde631_rdxf_8byvr_512

Aganjú mantinha uma guerra com Obatalá porque queria evitar que Olófin concedesse a este último o poder de todos os Oris.

A condição imposta a Obatalá por Olófin era uma busca de um Ashé (algo estimado) que consistia em umas Eyeles (pombas) que tinha seus ninhos no teto de determinada casa.

Obatalá se dirigiu até Yemanjá pedindo a ela ajuda para pegar àquelas Eyeles. Yemanjá estranhou e lhe perguntou: E por que queres minha ajuda? Obatalá lhe respondeu: Porque Aganjú tinha jogado serpentes por todo o caminho, então Yemanjá lhe disse: Eu não posso ajudar-te, mas vá até a casa de Orunmilá que ele te tirará desse apuro. Obatalá se despediu de Yemanjá e foi a ver Orunmilá.

Inteirado Orunmilá do problema de Obatalá, lhe disse: Vá ver Shangó de minha parte, que ele subirá ao teto da casa onde estão as Eyeles e as pegará.

NASCE E MORRE O AMOR (ORISHAOKO E AGANA OKUN FILHA DO MAR) OGBE DI

10345011_474284066035531_2110118488_n

Era um tempo em que ORISHÁOKO não tinha esposa e se encontrava sozinho, em união somente com suas ferramentas de cultivo da terra, com os quais buscava seu sustento. Além disso, tinha também um pé de frutas, mas como vivia muito sozinho decidiu ir à busca de uma esposa. Nesse tempo a terra era tomada pelo Mar, pois este não tinha área reservada. O mar penetrava nos domínios de ORISHÁOKO (terra) invadindo tudo.

Certo dia em que ORISHÁOKO caminhava pela beira do Mar, viu uma mulher extremamente bela, ficando profundamente apaixonado por ela.

ESHÚ ASHIKUELÚ

bastones-de-muerto-alboranes-tallado-para-ifa-5612-MLV4973822608_092013-O

É uma divindade das entranhas da terra. Tem a ver com a criação do mundo e com os dilúvios. Está relacionado diretamente aos Eguns ancestrais, com Orishá Oko e Korikoto. Deve-se receber numa cerimônia depois do juramento a ORO. Vive junto com ESHÚ MODUBELE de Ofun Fundá e com ESHÚ AKERE MEWE de Irete Yero.

Evoca-se com ORO. Também é o chefe dos Eguns que assistem a pessoa. Vive fora da casa. Sua representação é um Agborán de Madeira com um só corpo e duas cabeças. ESHÚ ASHIKUELÚ é bicéfalo.

ORÁCULO DE BIANGE E ADITOTO (O COCO OU OBI)

2_EYIFE_450

O sistema oracular de Biange e Aditoto está composto por 5 signos que se obtém a partir de quatro pedaços de coco que se lançam ao solo e o signo cai determinado pela quantidade de cocos que caiam com a parte branca para cima.

Os signos são chamados: Aláfia, Etawá, Eyeife, Okana e Oyekun.