Arquivos mensais: agosto 2015

ADIMU A OSHÓSI – EYÁ

images (4)

Peixe – EYÁ TUTO

Ingredientes:

7 peixes frescos (Pargo, Corvina, Guabina (bagre) ou Robalo).

Milho torrado

Mel de abelhas

Azeite de Dendê

Efun em Pó

ADIMU – OFERENDAS – SIGNIFICADOS

sango60010111

ADIMU – A: quem, DI: transforma, UM: absorvendo.

Basicamente é oferecer alimentos a vários ORISHÁS os quais absorvem até consumir a espiritualidade dos mesmos.

Utiliza-se para manter o cuidado das relações que os homens mantêm com os antepassados, com certos espíritos, com os ORISHÁS e para reforçar as relações que devem existir entre os seres humanos com o resto dos seres que habitam dentro do universo no qual vivemos e de fato, esta ação nos proporciona ter paz e harmonia.

TODO MAL SE CONVERTEU EM IRÉ AYÉ UMBOWÁ

orula reading sol

Uma pessoa disse:

“Para seguir vivendo assim como estou é melhor morrer”.

Chegou IKÚ (morte) que a ouviu e se apoderou dela dizendo:

“Eu sou o teu melhor amigo”.

Da mesma forma se expressou outra pessoa e a ouviu ARO (doença) e se apoderou dela.

Da mesma maneira falou uma terceira pessoa e a ouviu OFO (perdas) e se apoderou dela.

Em seguida chegou uma quarta pessoa maldizente de quem se apoderou EYÓ (confusões, fofocas).

OSHALUFON RESOLVE

images (2)

Há tempos havia uma terra muita seca, pois não chovia e tudo ia muito mal.

Um certo casamento começou a ter muitas dificuldades e muita miséria e todos os dias o casal pedia aos ORISHÁS para que os libertassem daquilo tudo, mas tudo seguia igual.

Então foram buscar muitos adivinhos e os reuniram para que dissessem o porquê de não chover naquela terra e o porquê tudo andava mal.

Quando os adivinhos se reuniram, um deles dizia uma coisa, outro dizia outra, mas nenhum adivinhava qual era a causa daquela seca.

Naquela reunião, havia um ORISHÁ parado que não falava e tinha uma pena em seu LERI (cabeça), era OSHALUFON.

ADIMU A OBATALA SUSPIROS

como-preparar-merengue

Também pode ser oferecido a ELEGUÁ e IBEJI

Ingredientes:

4 (quatro) claras

2 copos e ½ de açúcar branca

Água

ADIMU OFERENDA SACRIFÍCIOS

images (1)

Diariamente estamos solicitando de muitas formas diferentes aos ORISHÁS seus favores.

Na antiguidade estes pedidos estavam centrados em geral a orações de pedidos de saúde para alguma pessoa ou para todos nós mesmos.

Hoje, com o desenvolvimento da sociedade, a evolução da vida e o crescimento de múltiplas atividades que temos que afrontar, não medimos esforços a meditar em como e de que forma se valem os ORISHÁS para ajudarmos a resolver as inúmeras situações que nos é apresentada diariamente.

OS YAWÓS SE VESTEM DE BRANCO

ganso-a18185071

OSÍ (O ganso) vivia com seus filhos e sua mulher na Terra.

OSÍ sempre tinha problemas com os demais, já que não o compreendiam.  Então ele decidiu viver no mundo dos espíritos.

Em pouco tempo de sua nova morada, regressou à Terra vestido de branco, pois havia feito KARI OSHA (feitura).

OLORI

ori4

OLORI é a divindade mais importante de cada um de nós. Está dividida em dois. Uma relacionada com o destino e a outra com nosso caráter. É a força do indivíduo, ou seja, as qualidades e poderes naturais.

HÁ três entidades relacionadas com OLORI. Chamam-se:

“AYAMA” que é aquele que se escolhe antes de encarnar, ou seja, no plano espiritual é imóvel.

“AKULELA” são as virtudes ou valores escolhidos também no plano espiritual.

“AKULEBA” são as virtudes escolhidas por algum IRUNMULÉ (imortal) ou por um ORISHÁ.

ADIMU (OFERENDA) A YEMANJÁ E OGUN

i282882364581478993._szw1280h1280_

Entre os múltiplos frutos que a mãe terra nos oferece, este é um fruto que apetece e é de agrado a YEMANJÁ e OGUN.

Não importa o tamanho e a variedade da MELANCIA. Estes dois ORISHÁS gostam muito e há múltiplos usos.

A ORISHÁ YEMANJÁ se oferece inteiro, em porções, só ou acompanhada de melado de cana.

Picando sua polpa e oferecendo em um recipiente com melado de cana, torresmos de porco frito e bananas verdes raladas bem fininhas, fritas (como batata chips).

OS SÁBIOS CONSELHOS DE ORUNMILÁ

tumblr_n72bo2nLg61s2hryzo1_500

OBATALÁ tinha uma filha muito linda, doce e sensível que era a felicidade do pai.

Esta filha tinha três apaixonados por ela: IKÚ, ARO e OFO. Como é de se imaginar, OBATALÁ estava diante de um espinhoso dilema, pois se desse a mão de sua filha a um deles, os outros dois se vingariam.

Sua escolha, qualquer que fosse, colocaria em perigo a vida de sua filha, tão querida para ele.

OBATALÁ então se transformou em uma pomba e pousou em uma árvore frondosa de flores multicolores que representavam todas as virtudes dais quais gozavam seu reinado e se sentiu muito infeliz. Assim pensando, caiu em um sono profundo. Quando despertou, lhe veio à mente tudo o que havia sonhado e rapidamente foi emitir uma proclamação a todo o seu reino no qual dizia: