Arquivos mensais: novembro 2015

A REAL IMPORTÂNCIA DA INICIAÇÃO EM IFÁ

Uma das coisas que mais nos inquietam é saber qual é o nosso propósito nesse mundo. Qual é a verdadeira razão pela qual estamos nessa vida. Há pessoas que vivem para servir um propósito a longo prazo e outras a curto prazo.

Todos como seres humanos nos convertemos em egoístas sem nos darmos conta. É um comportamento natural. Como seres humanos dizemos, fulano morreu salvando a sicrano. O que não sabemos é qual era o propósito dessa pessoa que perdeu sua vida em prol do outro.

Por fim, o propósito de nossas vidas, ante os olhos do ser humano, é desconhecido.

Só através da iniciação em IFÁ é que podemos saber qual é o propósito e como será a vida que escolhemos viver nessa Terra.

A BAIXA AUTO ESTIMA FAZ COM QUE NOS VEJAMOS MENOR DO QUE SOMOS

images

O COELHO foi onde estava OLÓFIN (Deus) e pediu a ele que lhe desse mais tamanho, porque ele era muito inteligente e por isso mesmo OLÓFIN havia lhe dado um tamanho pequeno.

OLÓFIN então lhe disse:

“Traga-me uma pele de um TIGRE, de um JAVALI e de um LEÃO e lhe darei o que me pede”. Ou seja, coisas impossíveis de se resolver, dado o seu tamanho pequeno.

Como o COELHO era muito astuto e inteligente, se valeu disso e trouxe tudo o que OLÓFIN havia pedido.

A DONA DO MAR PROFUNDO YEMANJÁ ABU AGANA

vcc

Esse caminho ou qualidade de YEMANJÁ é a esposa de ORISHÁ OKO. Seu nome significa “ A FURIOSA”.

Sua beleza é esplêndida, mas há 7 (sete) bolas na parte inferior do seu ventre e uma perna mais fina que a outra. É por isso que esse caminho ou qualidade de YEMANJÁ tem que ter uma bonequinha com sete bolas no ventre e uma perna mais fina que a outra, com dois chifrezinhos na cabeça. Esses chifres levam um fundamento (segredo). A boneca vive ao lado de YEMANJÁ. Além disso dentro de sua sopeira leva outra bonequinha.

Vive no mais profundo do oceano, onde está tudo escuro. Diz-se que quando vira na cabeça de seus filhos, o céu fica nublado e começa a chover.

AS ENTIDADES MALÉVOLAS

OLÓFIN criou o Universo no espaço e tempo e junto a ele as leis que manteriam seu equilíbrio. Estabeleceu dois extremos para o cumprimento dessas regras. Num extremo, se encontram as forças nobres, as que lutam pela harmonia e a manutenção da ordem estabelecida. No oposto estão as contrárias.

Permitiu que as forças do bem inclinassem ligeiramente a seu favor a balança, sempre com o perigo de perder a vantagem, já que o mal fica em torno do bem.

IFÁ transmite ao homem sua sabedoria e lhe disse que: todas as entidades e seres da criação podem ser influenciados por uma ou outra força, já que as mais nobres ou generosas têm suas paixões e vinganças e as malvadas podem abrir a trilha da prosperidade e o bem, ou seja, o bem pode fazer o mal e o mal pode fazer o bem. Tudo depende do conhecimento que se tenha dos distintos caminhos e do arbítrio no cumprimento dos ditos de IFÁ.

PAZ NO LAR E NO AMOR COM OSHÚN

ritual-amor-simpatia-rosa-amarela

Em um prato branco, limpo e que não esteja rachado, nem trincado, coloque 5 (cinco) EÑI ADIÉ (ovos de galinha) crus.

Regue com óleo de amêndoas ou óleo de girassol e polvilhe-os com canela em pó.

Num recipiente com água separado coloque pétalas de rosas amarelas e algumas gotas de perfume e um pouco de mel de abelhas.

CALÚNIA, INJÚRIA E DIFAMAÇÃO – FRUTO DA INVEJA SEGUNDO OS ORISHÁS AFRICANOS

Como muitos homens viam que parte de seus desejos não se cumpriam devido a oposição e aos obstáculos próprios em cada caso, se deram conta que tanto pela maior inteligência de uns homens, como pelas melhores condições físicas de outros, estes indivíduos ocupavam uma posição hierárquica no coletivo que os distinguia do restante.

Então surgiu a INVEJA em alguns, como sentimento PERVERSO em suas mentes e se valeram da INJÚRIA para tratar de destruir seus opositores. Muitas vezes usaram o que podiam com tal método, já que a admiração sempre está rodeada com um pouco de CIÚMES, assim como o bem sempre está rodeado de mal.

A REENCARNAÇÃO POR IFÁ

0259_1

De tempos em tempos a quantidade de descendentes criados por OBATALÁ aumentava. Novos espíritos ocupavam o lugar que correspondiam a esses corpos. Habitavam um corpo masculino ou feminino, segundo a modalidade de suas vibrações ou sua inclinação específica.

Ao terminar sua missão na Terra, muitos deles, ávidos de repetir a experiência vivida, pediam aos Benfeitores que lhe permitissem o seu regresso a esses planos novamente.

PARA PEDIR O QUE QUISER A SHANGÓ

vela4

Ingredientes

Gengibre ralado

Aguardente (cachaça)

Azeite de Dendê

Azeite de Oliva

Um pouco de feijão fradinho

Uma colher de vinho branco seco

6 velinhas de boiar no líquido

OGUE – O BRUXO DOS ORIXÁS

00604607

OGUE é o ORIXÁ dos animais que têm chifres e dos rebanhos. É o terceiro da trilogia com OKE e ORISHAOKO.

Vive dentro de XANGÔ ou ao seu lado. Também pode viver em cima dele.

É representado por dois CHIFRES de boi, que com o tempo se coloca algumas cargas e também se sela.

Não se sabe com certeza de onde provém seu culto, mas provavelmente tenha vindo de IBADÁN. Seu nome provém do YORUBÁ ÒGUÉ (Chifre, corno, ostentação).

PARA SE TER PROSPERIDADE COM OYÁ

Invocaciones a Oya

Para pedir prosperidade, saúde e vitória sobre as dificuldades, prepare uma LAMPARINA para OYÁ da seguinte maneira:

Pegue uma berinjela.

Corte-a ao meio para poder esvaziá-la, tirando assim seu conteúdo.

Coloque azeite de oliva e EPÓ (dendê), três tipos de açúcar (branca, mascavo, cristal, por exemplo), 9 (nove) moedas de cor escura (moedas correntes) desde que não sejam douradas, mas escuras.