O PACTO DE ORISHAOKO AFEFE IKÚ

Há tempos ORISHAOKO era rei de OKE e ele tinha um grande problema, já que tudo o que ele semeava num dia, no outro dia aparecida tudo comido e essa era a sua maior preocupação. Então foi se consultar com IFÁ onde se apresentaram alternativas de dia e de noite.

ORUNMILÁ disse a ele que um ser oculto lhe devorava à noite tudo o que ele semeava durante o dia e que para que isso terminasse, IFÁ disse que ele deveria fazer algumas oferendas e sacrifícios os quais dentre muitos ingredientes continham também alguns grãos. Tudo isso deveria ser dado à terra e que ele se colocasse depois a vigiar.

Assim fez ORISHAOKO e qual foi sua surpresa quando viu centenas de minúsculos OKOTOS (caracóis de brilhantes cores) que saiam para comer o que foi semeado. Onde ele havia realizado o sacrifício, haviam 8 (oito) caracóis que eram maiores e pareciam ser os “chefes” de todos os demais. Todos ficaram paralisados devido a magia do sacrifício. ORISHAOKO os pegou e os colocou dentro de um saco e os levou até ORUNMILÁ para ver o que este iria dizer.

ORUNMILÁ fez uma consulta com IFÁ com seu OPELÉ e disse que tudo havia sido cumprido. Para surpresa dos dois os OKOTOS que estavam dentro do saco começaram a cantar:

“ORISHAOKO OJA MI NI KOROKOTO AUN TO MO NI YO KOROKOTO.”

Demonstrando então a palavra de ORISHAOKO. Então, maravilhados pelo acontecido, tiraram os OKOTOS do saco e estes disseram que os 8 (oito) eram a personificação de um espírito muito poderoso de AYÉ (a terra), que trabalhavam com KAORO as 19 (dezenove) chuvas e que se ORISHAOKO quisesse sua plantação, teria de fazer um pacto com o espírito, o qual era o vassalo de KUKUTÉ (a morte).

Então eles selaram esse pacto com ORISHAOKO, onde eles limparam de plantas ruins as plantações de ORISHAOKO e, por isso sempre se usa o para-sol em sinal de soberania noturna, de KUKUTE e ORISHAOKO, para a consagração da semente semeada na terra.

 

Ifá Ni L’Órun

Gostou? Que bom, compartilhe com seus amigos.