Ilé Ifá

A missão primordial do Ilé Ifá Ni L’Órun é cultuar Orunmilá e propagar o culto de Ifá no Brasil. Dirigido pelo Oluwó Siwajú Evandro Otura Airá, o Ifá Ni L’Órun, localiza-se em Pedra de Guaratiba, mas sua abrangência alcança todo o território nacional. Já são mais de 1.800 pessoas iniciadas em Ifá, neste Ilé Ifá e o número não para de crescer, ao mesmo tempo em que o respeito e a seriedade desta família de Ifá cresce na mesma proporção e vai ganhando dimensões respeitáveis não só no Culto de Ifá no Brasil, mas também no campo das religiões afro-brasileiras tais como a Umbanda e o Candomblé.

Por sinal, a integração de Ifá com outras tradições de matrizes africanas é outra das missões institucionais do Ifá Ni L’Órun, uma vez que o Babalawó Evandro Otura Airá compreende que Ifá é o passo inicial que deve ser dado por qualquer pessoa que queira cultuar seu Orixá, Vodunsi, Inkise ou Encantado.

2 - DSC09426

“É Orunmilá quem determina o Anjo da Guarda (Orixá) de cada indivíduo. No Brasil era assim antigamente e nosso objetivo é que volte a ser assim agora. Nos primórdios, tanto em África, quanto no Caribe e até mesmo no Brasil, primeiro se consultava Orunmilá para que, feito o Itá da pessoa, daí se tirasse o Odú (destino) e também o Anjo da Guarda daquela pessoa. Uma vez que isso fosse feito, aí sim, o papel do Babalawó estava completo e a pessoa ia cuidar das suas  coisas relativas à Orixá com seu Obá Oriaté, Babalorixá ou Iyalorixá. Não pretendemos substituir nem diminuir o papel dos zeladores, pelo contrário, queremos fortalecê-los através da absoluta certeza de que Orunmilá nos dá sobre todas as coisas. Babalawó não vira com Orixá nem raspa cabeça de Iyawó, por isso é importante que cada um cumpra seu papel, pois tanto um, quanto o outro são fundamentais para numa lógica complementar, o Ifá completar o Candomblé, a Umbanda e outras tradições religiosas, como estas também complementarem Ifá, pois tudo está interligado a partir do momento da criação e o grande testemunho não é ninguém menos que o próprio Orunmilá”, afirma Evandro Otura Airá.

“Acreditamos que Ifá está crescendo e crescerá muito em nosso país. O que alguns estão chamando de modismo, nós debitamos ao fato de que Orunmilá está despertando no coração das pessoas o desejo de conhecer Ifá e nós (Babalawós), como seus servos neste mundo, temos o papel fundamental de fazer com que isso aconteça. Ifá não é comércio, não é negócio. Ifá é religião, é seriedade, é compromisso. Ifá tem que trazer o bem à vida das pessoas, bem material, bem espiritual, bem afetivo, bem estar físico e emocional. E é isso que queremos compartilhar com todos os brasileiros”, conclui o Babalawó.

Oluwó Siwajú Evandro Otura Airá Ifá Ni L’Órun Omo Oni Shangó

Gostou? Que bom, compartilhe com seus amigos.