YEWÁ E XANGÔ

MamaCholaWengue

Conta a história que OLÓFIN (DEUS) tinha várias filhas que eram seu orgulho, contudo, entre elas existia uma que era a menina de seus olhos e sua razão de ser, porque vivia orgulhoso dela.

Um dia EXÚ escutou os elogios dispensados para essa jovem e se propôs que ele tocaria a honra dela, que assim OLÓFIN se avergonharia da donzela. Assim as coisas se apresentaram diante do valente XANGÔ e em tom desafiantes, lhe interpelou, que como era possível que ele sendo o varão mais elegante do reino, não se havia conquistado YEWÁ.

EXÚ disse a ele que ela morava nos jardins do Palácio de OLÓFIN e este a tinha bem guardada e oculta, pois estava convencido da castidade e pureza de sua filha e que ela era incapaz de olhar alguém nos olhos e muito menos um homem.

 

1-chango-santeria-king-carmen-cordova

XANGÔ foi onde estava YEWÁ, falou com ela e esta não pode resistir a tentação de olhá-lo. EXÚ foi contar a OLÓFIN o que havia acontecido e ele, velho, se entristeceu. Ao chegar OLÓFIN ao jardim, YEWÁ não levantou sua cabeça e disse a seu pai que por essa falta, ela desejava morar em um lugar onde ninguém a visse nunca mais. Assim foi que OLÓFIN a enviou ao mundo dos espíritos.

Desde este preciso instante OLÓFIN percebeu que a perfeição nessa vida não existe e que o ser humano, por muito que se esforce, será inclinado à tentação e faltará com suas leis.

 

Ifá Ni L’Órun

Gostou? Que bom, compartilhe com seus amigos.