OS TAMBORES YORUBÁS CONSERVADOS EM CUBA

1555467_10152169402557853_912358544_n

São eles:

ILÚ BATÁ: Consagrados a XANGÔ, se utilizam para tocar a EGUNS e a todos os ORIXÁS. São chamados do maior ao Menor:

IYÁ

ITOLELE

OMOLE

OKUNKOLE

IGBIN: São consagrados a OBATALÁ. Conservam-se em muitos lugares de Matanzas (CUBA). São 4 tambores, do maior ao menor.

IYANLA

IYANGA

KEKO

AFERE

IPOSE: São consagrados a IFÁ. São três e um Agogó. São conservados os mesmos que tinha TATA GAITAN e o consagrou em Adefá. Não se lavam desde o ano de 1937. São do maior ao menor.

AGUERE: Estes são consagrados a OGUN em CUBA. São conservados só em Jove Llanos, Matanzas e Palmira (CUBA). São dois tambores do maior ao menor:

AGUERE

EWELE EFORA

APINTI: Estes são dedicados a YEWÁ. São dois e uma campana e se consagram em Jove Llanos (CUBA). Conservam-se em Matanzas (CUBA). Chamam-se:

IYALU

EMELE

AGOGO

hqdefault

DUNDUN: Estes são dedicados a XANGÔ. São os primeiros tambores dele. São 6 tambores e se conservam um só jogo em Matanzas (CUBA). Chamam-se do maior ao menor:

IYA ILU

GUDU GUDU

KERI KERI

ISAYU

KAKANGO

GANGAN

AGABA: Este é consagrado a ODUDUWÁ. É um porrão com um segredo dentro, coberto por cima e por baixo com pele de veado. É só um e se conserva em alguma localidade de Matanzas (CUBA).

EGWARDO: Estes são consagrados a OLOKUN. São preservados na casa de Fernando Gomez. Estes recebem o nome de:

OYINABA

ADEMALUKO

IRGADA

IGBAGBARA

 

Ifá Ni L’Órun

Gostou? Que bom, compartilhe com seus amigos.