A CONFIANÇA NO ORISHÁ

DSC01450

Havia um cego mendigo que tocava o tambor e cantava ao rei, mas todos os dias ele pedia sua esmola e dizia que enquanto seu OSHA ALAGBATOBI (orishá tutelar) o protegesse, não havia rei que pudesse fazer nada.

Seu inimigo ouviu e contou ao rei. Este mandou buscar o cego e lhe deu para guardar um colar de coral. O cego saiu para sua casa e seu inimigo o seguiu com a intenção de ver onde ele guardaria o colar.

O cego pôs o colar em um lugar onde ele acreditava ser seguro. Seu inimigo pegou o colar e jogou no mar. Poucos dias depois o rei mandou buscar de novo o cego para que ele devolvesse o colar.

O cego regressou à sua casa e qual foi seu assombro ao notar que lhe faltava o colar. Viu-se louco buscando-o até que decidiu ir à casa de ORUNMILÁ para consultar-se com IFÁ e este lhe disse que tinha que fazer um sacrifício e que teria que dar um PARGO grande como bori. O PARGO que ele comprasse deveria ser bem grande e que depois que terminasse de dar o PARGO como bori em sua cabeça, o abrisse para consultar IFÁ de novo.

O cego assim o fez e quando abriu o peixe, encontrou o colar e o levou de volta para o rei.

 

 

Ifá Ni L’Órun

Gostou? Que bom, compartilhe com seus amigos.