OBATALÁ, O OLOGBO E A ETU

O gato e a galinha de Angola

O OLOGBO (o gato) era um comerciante que tinha muitas condições, criados e criadas, que eram as ETU (galinhas D’angola). Um dia o OLOGBO começou a castigar as suas criadas e surrou uma delas e a ETU saiu voando e se refugiou na casa de OBATALÁ. Este estava lavando o rosto com água e sabão e salpicou com a espuma a galinha que era negra e ficou com a plumagem pintada de manchas brancas.

OBATALÁ ao ver a ETU, lhe perguntou: O que está acontecendo contigo que está tão assustada? Ela lhe contou todo o mal que havia vivido na casa do OLOGBO e pediu que OBATALÁ fosse seu padrinho, coisa que OBATALÁ logo aceitou. OBATALÁ lhe preparou uma acomodação para que ela vivesse ali.

Ao terceiro dia, se apresentou o OLOGBO na casa de OBATALÁ perguntando por sua criada. OBATALÁ respondeu: Eu não sei nada do que me dizes, entra para que possas me explicar melhor.

oxala

Quando o OLOGBO entrou na casa de OBATALÁ, viu uma ETU, mas não a reconheceu como sendo sua, por conta de suas machas brancas na plumagem. O GATO lhe disse: BABÁ me disseram que há três dias, chegou a esta casa uma de minhas criadas que abandonou minha casa. Como OBATALÁ havia dito à ETU que seria seu padrinho, disse logo ao OLOGBO: A única ETU que há aqui é esta e já faz muito tempo que vive aqui, porque é minha afilhada.

O GATO ficou desconfiado de OBATALÁ, mas não podendo comprovar nada. OBATALÁ reclamou os danos, acusações e prejuízos e como lhe perguntaram o que queria por isso, este disse:

“Por cada pelo que tens, quero um saco de ouro”.

Daí veio a riqueza à OBATALÁ e a ruína do GATO que era comerciante.

Desde então as GALINHAS D’ÁNGOLA tiveram pintas brancas em suas plumagens.

 

Ifá Ni L’Órun

Gostou? Que bom, compartilhe com seus amigos.