ORUNMILÁ O SÁBIO

orisha-orula-640x372

Em ARA KEKE havia um Rei chamado LORILA. Este acreditava nas coisas a sua maneira e pensou que sendo Rei, nada lhe fazia falta. Um dia um de seus chefes chamado BALOGUN, que ele tinha como fiel amigo, estava tramando lhe tomar o poder. Porém um de seus ajudantes mais conhecidos lhe chamou a atenção e lhe disse: Se o senhor não acredita em mim, vamos até onde está o seu sábio. Este sábio era ORUNMILÁ. O OBÁ (rei) respondeu: Tu estás louco! Como é possível que eu com minha hierarquia vou à casa de um mendigo? Retire-se agora de minha presença!

Mas quando o Rei se acostou e pegou no sono, sonhou que queriam destroná-lo. Quando se levantou pensou que nenhum amigo fiel trairia a outro amigo e então decidiu ir à casa de um sábio.

Este lhe fez uma consulta e IFÁ o aconselhou que fizesse alguns sacrifícios no rio a OSHÚN e desse um BORI com PEIXE PARGO fresco e fizesse algumas oferendas a ESHÚ e OGUN, porque antes do quinto dia da semana, poderiam destroná-lo. IFÁ disse também que ele vivia com seus próprios inimigos e não sabia. Ao regressar a seu palácio, contou ao ajudante o sucedido e por sua vez negou a fazer qualquer coisa por medo de que alguém do povo o visse. Em seu lugar mandou o ajudante com a oferenda, faltando-lhe o PEIXE.

tablero-ifa-1000x400

Chegou o ajudante à casa do sábio e este lhe disse que não podia ser o ajudante. Com medo de regressar com tudo, implorou ao sábio. Este então lhe disse: Vamos fazer, porém a cerimônia quem receberá será você e não o Rei. O sábio fez sua cerimônia e disse: Entregue tu mesmo a oferenda a OSHÚN. Ele então apresentou a oferenda na cabeça, mas os peixes que estavam famintos vieram sem que ele percebesse e quando ele lançou a oferenda na água, um peixe saltou para agarrar algo de comer primeiro que os outros e pulou exatamente nas mãos do ajudante. O sábio disse: não o solte! Servirá para fazer o bori à cabeça.

IFA NIRE NIBA IWO ATI SHEPO NI OBA

Terminando o sábio de fazer os sacrifícios e o bori no ajudante, este regressou ao palácio e antes de chegar percebeu a revolução.

Era que BALOGUN tinha atacado o Rei e este teve que abandonar o palácio e fugiu em direção à casa do sábio. Este lhe disse: Já é tarde, você perdeu sua coroa por cabeça dura que tens. ESHÚ, SHANGÓ e OSHÚN tomaram conta do assunto. No palácio, como BALOGUN não conhecia nada de administração, viu o ajudante do que tinha sido Rei e como este não havia fugido, lhe nomeou Rei do Palácio e este aceitou.

MAFEREFUN YALODE, ESHÚ E OGUN

MAFEREFUN ORUNMILÁ

Ifá Ni L’Órun

Gostou? Que bom, compartilhe com seus amigos.