ORISHAOKO E XANGÔ

encuba-nb2-3003-05042001

Aqui se deu a aparição de XANGÔ sobre a Terra, o qual nasceu dos seios e por obra e graça de OLÓFIN e OLODUMARÉ. OLÓFIN então falou:

Este é o meu filho e o entrego a OBAÑENE ORIXÁ (DADÁ).

Esta mulher foi quem criou XANGÔ e OLÓFIN a amparava devido o filho ser dele.

O menino cresceu e seu pai OLÓFIN lhe contava todos seus segredos, já que ele queria ter um filho que o representasse aqui na Terra.

OLÓFIN ia ver XANGÔ a cada 6 (seis) meses, então quando XANGÔ se tornou um homem se foi, e OLÓFIN desesperado por conta de já não ter mais seu filho, se dirigiu à casa de ORUNMILÁ, o qual o consultou com IFÁ e lhe marcou algumas cerimônias.

Depois de fazer, disse em voz alta que daria uma recompensa ou virtude a quem encontrasse seu filho que sabia de todos os seus segredos na vida.

ORISHAOKO, que estava lavrando suas terras com seu arado, cantava assim:

INFUNSO NISERE YOMBAO NISERERE

tumblr_n06h0xiQMn1s2hryzo1_500

Uma voz lhe respondeu e vinha das entranhas da terra. Essa voz era de XANGÔ. ORISHAOKO ao ouvir isso, aprofundou mais o seu arado e logo depois apareceu uma pedra na superfície da terra.

Nesse instante a pedra se transformou em um homem, esse homem era XANGÔ.

Imediatamente esse homem voltou a se transformar em pedra outra vez, a qual ORISHAOKO pegou e a guardou numa bolsa e quando se dirigiu à casa de OLÓFIN tratou de contar a história de sua descoberta para ele. OLÓFIN respondeu:

Esse é o homem que me faz falta! É o único que conhece meu segredo no mundo!

Por isso, é que OLÓFIN bendisse a ORISHAOKO e lhe disse: “A partir de hoje serás o rei da terra para sempre e é o homem, que depois de OLÓFIN, é o segundo amigo íntimo de XANGÔ e, por essa razão, a pessoa tem que ter ORISHAOKO e se não puder no momento, que pinte uma telha branca e vermelha para desenhar a casa dele.

 

Maferefun OLÓFIN, Maferefun ORISHAOKO, Maferefun XANGÔ todos os dias

Iboru, Iboya, Ibosheshe!

 

Ifá Ni L’Órun

Gostou? Que bom, compartilhe com seus amigos.