A FILHA DE INLÉ E ÓBA

Inle Lake 6_1332012_113518

Neste Pataki o primeiro esposo de ÓBA foi INLÉ que era um homem muito belo. Desse amor nasceu a filha deles a que lhe puseram o nome de OSIÁ.

Depois de um certo tempo, cada vez que INLÉ chegava em sua casa queria fazer amor com ÓBA.

Esta lhe dizia que se sentia mal e que não queria fazer nada. Então INLÉ, já cansado desse acontecimento, foi à Casa de ORUNMILÁ para lhe pedir conselhos e este lhe disse:

Se está assim, deixe essa mulher, pois contigo ela não é feliz e quiçá encontre outro homem que a faça feliz.

INLÉ preocupado com sua filha, disse a ORUNMILÁ:

E o que faremos com nossa filha OSIÁ? Deixe-a com sua mãe, disse ORUNMILÁ.

Depois disso, ÓBA conheceu SHANGÓ e antes de se casar com ele, já vivia maritalmente.

Numa noite, OSIÁ se levantou porque não dormia bem e foi a chamar sua mãe e viu o homem que estava com sua mãe fazendo amor e esta ficou horrorizada e deu um grito de terror.

ÓBA se casou com SHANGÓ para quitar essa vergonha com sua filha, mas o mal já estava feito e a menina ficou abalada psicologicamente. Passou a ver fantasmas e chegaram os ARAJÉS da noite e a faziam ter pesadelos.

11045306_650330361779662_6102811016417309936_n

A menina cresceu e se casou com um homem muito bem sucedido que era muito feiticeiro.

Ela pensou que sua vida havia mudado, mas este homem começou a fazer amor com ela e o trauma, já esquecido, começou de novo a renascer com mais força e os ARAJÉS a dominar sua mente ao ponto de deixá-la frígida.

Seu esposo com desejos de dominá-la, passava unguentos por seu ventre.

ABATA, a esposa de seu pai, que era muito curandeira, ao ver OSIÁ tão abatida lhe disse:

OSIÁ o que acontece contigo? Esta lhe contou tudo a ela.

ABATA envolta em seu vaporoso veú azul, saiu com a menina da lagoa e a levou à Casa de ORUNMILÁ para que este a consulta-se com IFÁ e este lhe disse que todos os seus males provinham de uma impressão da sua infância e que era necessário que ela se separasse de seu marido que era um vicioso e malvado feiticeiro e que deveria fazer alguns sacrifícios para apagar de sua mente o trauma que adquiriu quando viu o que sua mãe fazia no passado.

Além do que OZAIN EWEYELE, que andava com ORUNMILÁ, lhe preparou um unguento para afastar dela os ARAJÉS.

Então ela foi viver junto a seu pai INLÉ e a esposa dele ABATA, voltando a ser uma mulher completa, vencendo assim todos os seus males, graças a ORUNMILÁ.

Maferefun ORUNMILÁ todos os dias, Maferefun INLÉ/ABATA todos os dias

 

Ifá Ni L’Órun

Gostou? Que bom, compartilhe com seus amigos.