O AMOR DE OXUM POR ORUNMILÁ

hqdefault

OYÁ vivia com ORUNMILÁ e este não queria OXUM como sua mulher.

Um dia ELEGUÁ disse a OXUM que fizesse alguns sacrifícios e oferendas para que afastasse dela os ARAJÉS (inimigos) que tinham inveja dela, já que todo mundo a desejava porque era muito linda.

OLÓFIN havia perguntado a ORUNMILÁ porque ele não queria OXUM, sendo essa mulher tão linda.

Um dia ORUNMILÁ fez alguns sacrifícios e oferendas e levou a mata na beira do rio. Ele viu então um belo campo de ervas e disse: “Será muito bom para minha casa…” e quando foi começar a pegar as ervas, caiu num poço seco que havia nesse campo de ervas.

Como nesse dia OXUM havia também feito sacrifícios e oferendas e levado para o mesmo lugar, também tinha visto o tal campo e tido a mesma ideia de recolher as ervas. Então ela viu ORUNMILÁ e lhe disse:

“É ORUNMILÁ”

Tirou sua roupa e com ela fez uma corda e tirou ORUNMILÁ do poço. Este ao vê-la desnuda, ficou compadecido desta e tirou sua capa e a cobriu.

Então a levou carregada para o povoado e as pessoas começaram a dizer:

“OLHEM ORUNMILÁ CARREGANDO OXUM”.

ORUNMILÁ perguntou a OLÓFIN se essa OBINI (Mulher) era a que lhe covinha e este disse que sim.

Então ORUNMILÁ fez o que OLÓFIN havida dito, tornou OXUM sua primeira APETEBI (iniciação da mulher em IFÁ) e depois se casou com ela e assim seguiu feliz.

Maferefun OXUM

Maferefun ORUNMILÁ

 

Ifá Ni L’Órun

Gostou? Que bom, compartilhe com seus amigos.