AGANJÚ E A LUZ DO ENTENDIMENTO

478d6c24375c90dd4f3d236346352693

Na Ilha de KETE, o povo era OGE (meio que distraído). Ali ninguém dava atenção aos ORISHÁS nem fé em IFÁ e essa gente pensava pouco. Entre eles havia um que era filho de OSHÚN, que fazia tudo por ele e tal era assim que ela o levou para se consultar com ORUNMILÁ e este orientou a plantar a PALMA na ilha ODÉ KETE.

A PALMA sempre atendia o filho de OSHÚN, pois aquela árvore lhe despertava o interesse e ele se mostrava diferente dos demais habitantes da ilha.

OLÓFIN, cansado daqueles seres e do descaso deles, despertou um GIGANTE que vivia em um buraco, no interior de um VULCÃO, para que este destruísse a ilha e seus habitantes.

Nesse dia o filho de OSHÚN estava ao lado da PALMA e viu o GIGANTE e então subiu na palma. O GIGANTE então o saltou para outra ilha.

OSHÚN ao ver seu filho salvo, pois a ilha foi tragada pelo VULCÃO, deu oferendas e sacrifícios a AGANJÚ ONIRAN que é o GIGANTE.

Ela fez o filho descer da PALMA e lhe deu KOFOBORI ELEDÁ e este voltou a seu pai AGANJÚ e OSHÚN, porém ele teve de fazer sacrifícios e oferendas também aos EGUNS da ilha onde havia vivido para que em ARA ONU (terra dos EGUNS) estes alcançassem a luz do entendimento.

 

Ifá Ni L’Órun

Gostou? Que bom, compartilhe com seus amigos.