A IMPORTÂNCIA DO USO DOS IDÉS (PULSEIRAS)

images (4)

O IDÉ DE PRATA ou PULSEIRA DE PRATA como queiram chamar, tem como grande significado o selamento de um pacto e não é outro o pacto, senão o que fazemos nós Sacerdotes e Sacerdotisas junto a OBATALÁ no momento de nossa iniciação em ORISHÁ.

Não importa o ORISHÁ que tenhamos feito ou coroado, todos temos o referido IDÉ DE PRATA. Este pacto é de compromisso religioso e sacerdócio ante OBATALÁ que é o maior de todos os OSHAS e ORISHÁS e que ajudou a OLÓFIN (DEUS) na criação do mundo.

Se olharmos bem nas ferramentas de OBATALÁ encontraremos uma PULSEIRA DE PRATA e uma delas um dia esteve conosco em nossa mão esquerda e a outra junta a ele, assim selamos o pacto, como as alianças que utilizam os esposos na religião católica.

Coloca-se na mão esquerda, já que esta é a mão da firmeza ou do ASHÉ.

Recordemos que se diz:

“OTUN NI OBÁ” (A destra do rei, mão direita).

“OZI NI LOWÓ ASÉ” (A mão do ASHÉ, mão esquerda).

Por isso que deve ir no pulso da mão esquerda também tudo o que damos aos ORISHÁS.

s4-53-41

Os IDÉS, os ASHÉS, inclusive no momento de dar o ASHÉ na cabeça do novo YAWÓ ou em uma cerimônia de cabeça (BORI), devemos fazer também com a mão esquerda.

Dentre as PULSEIRAS que temos na mão esquerda temos a ASHAFÁ de OSHÓSI e as PULSEIRAS de OYÁ.

OS IDÉS dos OSHA ALAGBATOBI (ORISHÁ DE CABEÇA) e até mesmo os IDÉS de ORUNMILÁ (IDEFÁ) se usam também na mão esquerda.

 

Ifá Ni L’Órun

 

Gostou? Que bom, compartilhe com seus amigos.