CALÚNIA, INJÚRIA E DIFAMAÇÃO – FRUTO DA INVEJA SEGUNDO OS ORISHÁS AFRICANOS

f12f4dd7-f3eb-4b97-86a4-935309bfa808

Como muitos homens viam que parte de seus desejos não se cumpriam devido a oposição e aos obstáculos próprios em cada caso, se deram conta que tanto pela maior inteligência de uns homens, como pelas melhores condições físicas de outros, estes indivíduos ocupavam uma posição hierárquica no coletivo que os distinguia do restante.

Então surgiu a INVEJA em alguns, como sentimento PERVERSO em suas mentes e se valeram da INJÚRIA para tratar de destruir seus opositores. Muitas vezes usaram o que podiam com tal método, já que a admiração sempre está rodeada com um pouco de CIÚMES, assim como o bem sempre está rodeado de mal.

O homem desencadeou a INJÚRIA a que impulsionou a INVEJA para sobressair onde não merecia.

Empregou a INDIGNAÇÃO com o objetivo de destruir a seu oponente, como uma forma de danificar os méritos adquiridos e apartá-lo de sua posição privilegiada.

Porém, o homem que fez uso desses métodos, deixou de ser TOLO ou IGNORANTE para converter-se em um MALVADO e se distinguiu dos demais em semelhantes PERVERSIDADES.

Terminou sendo o MALVADO-SÁBIO, instrumento das ENTIDADES MALÉVOLAS e caiu ao nível mais baixo de toda a escala de IFÁ e a posição mais MEDÍOCRE da VIDA de acordo com sua perversidade.

 

Ifá Ni L’Órun

Gostou? Que bom, compartilhe com seus amigos.