A RIQUEZA DE OLOKUN

Quando OLÓFIN mandou que fizessem filhos no mundo, OLOKUN mandou sua filha AGYE, que era muito feia com todas as riquezas do mundo e as entregou aos homens e estes fizeram pouco caso e se esqueceram de OLOKUN e de sua filha AGYE.

OLOKUN muito contrariado veio em busca de todos os homens que viviam na beira do mar, por isso, as mesmas ondas anunciaram riquezas, mortes e destruição.

ORUNMILÁ estava passando por algumas dificuldades e ELEGBÁ foi visitá-lo. Depois os dois foram a um lugar e viram as riquezas de OLOKUN.

ORUNMILÁ queria pegar as mais bonitas e ELEGBÁ disse a ele que escolhesse, mas que não pegasse nada.

Quando passou a filha de OLÓFIN, AGYE, ORUNMILÁ a escolheu e ELEGBÁ disse a ORUNMILÁ: Você me arruinou…

Então todas as riquezas foram de volta para o mar e ORUNMILÁ voltou a passar dificuldades e não tinha filhos fortes.

Entretanto, ELEGBÁ deixou ORUNMILÁ e foi até a casa de OLOKUN.

Quando chegaram as riquezas de volta até a casa de OLOKUN, este perguntou por que elas haviam regressado sozinhas e onde estava sua filha AGYE, pois as riquezas tinham ido ao mundo com ela.

ELEGBÁ disse a OLOKUN que sua filha estava na casa de ORUNMILÁ.

Desde esse instante ORUNMILÁ ficou rico e graças a OLOKUN pode ter muitos filhos fortes.

 

NOTA: Esse Pataki recomenda assentar OLOKUN para que ele dê o dom de ter filhos fortes.

 

Ifá Ni L’Órun

Gostou? Que bom, compartilhe com seus amigos.