OXUM E YEWÁ

Na terra BABADA BOSHE INLÉ, a rainha era AYÉ TOLÁ, que era OXUM que se vestia de branco. Ela tinha como confidente IKORDIÉ, que tinha a missão de contar tudo para ela, e para isso lhe falava secretamente. AYÉ TOLÁ era muito misteriosa e adorava o ORIXÁ que se chamava YEWÁ, a qual sempre lhe rendia MOFORIBALÉ (reverências).

AYÉ TOLÁ tinha como marido ORUNMILÁ, que governada àquela terra severamente, sob às regras da educação e responsabilidade.

Porém, àquela terra também era cobiçada por ALOI ABESHUMULEY que era muito invejoso e ORUNMILÁ foi ficando enfermo e ao sentir que já quase não podia ter vida, fez uma consulta com IFÁ onde dizia que deveria fazer uma cerimônia a OXUM para que esta desse seu ASHÉ completo e assim vencesse os inimigos.

Então ORUNMILÁ foi procurar AYÉ TOLÁ que estava com seus segredos junto com IKORDIÉ. Quando ORUNMILÁ a encontrou se assustou e começou a cantar cânticos em YORUBÁ:

Quando esta ouviu aquele canto, colocou seu traje branco e começou a chamar seu segredo.

Então saiu aquela sombra branca que precedia IKÚ sobre a pessoa (a coruja). Então ORUNMILÁ fez oferendas e sacrifícios a OXUM e colocou tudo diante dela.

Foi dito a ele que quando tivesse filhos deveria mudar de casa ou de lugar.

Foi assim que ORUNMILÁ voltou a ser poderoso. Desde então sempre vivia nas sombras com AYÉ TOLÁ e se comunicava com ela para iniciar seus filhos em seus segredos, e tiveram sempre que adorar YEWÁ.

 

Ifá Ni L’Órun

Gostou? Que bom, compartilhe com seus amigos.