IROKO A ORIGEM DE TODOS OS ORIXÁS NA TERRA

Depois da primeira geração de ORIXÁS que vieram à Terra, ODUDUWÁ necessitava estabelecer seus domínios por mandados de OLÓFIN e então trouxe o menor de seus filhos IROKO.

O que significa IROKO: IRO – príncipe mensageiro, KO de OCO da terra, príncipe que vem com uma missão ou encargo à Terra. A missão era levar ou trazer à Terra uma enorme ou frondosa árvore que seria o ILÉ (casa) de todos os ORIXÁS.

IROKO, jovem e bonito, se dispôs a cumprir a missão (pois, não sabia que seria por toda a vida). Começou então o jovem a arrastar a árvore chamada ARAGBATA que é o significado de três palavras, ARA – é o que une os caminhos. ABA – sagrado e ATA – albergue (lugar sagrado de repouso para onde vão todos os caminhos).

Cinco homens unidos com seus braços estendidos não eram suficientes para rodear a árvores e sua altura chegava ao céu, mas IROKO continuou sua missão de empurrar a árvore por mandado de OLÓFIN, mas sua força na Terra já não era a mesma.

O tempo havia passado e ele havia começado a envelhecer, mas não chegou a desfalecer de cansaço. Assim se passaram os anos e continuava envelhecendo, já sem forças se encontrou com OGUE, quem o levou a casa de ORIXÁ-OKO e este lhe cedeu os bois, que o ajudaram até chegar perto do lugar onde se plantaria a primeira CEIBA, e os 16 (dezesseis) ORIXÁS terminaram empurrando e semeando a árvore em união de todos os ORIXÁS. IROKO, tão jovem a princípio, havia chegado muito ancião, sem forças nem para andar. Ali ao pé de ARAGBÁ fizeram algumas oferendas e sacrifícios (por isso sua terra é sagrada).

ODUDUWÁ o coroou OBÁ (rei) e o deixou vivendo em sua casa com a função de controlar o que entra e sai de ARAGBA, recebe todas as oferendas e sacrifícios que se façam. Classifica as almas dos EGUNS (espíritos) ajudado por uma dezena de deidades.

TEOGRAFIA:

ORIXÁ de sexo masculino, andrógeno para uns e feminino para outros que assim o consideram esposa de ODUDUWÁ. Muitos o associam com a filha da mulher que devia a CEIBA e um dia em que a menina dançava diante dela e se abriu a terra e a levou. Também confundida com AYAÓ (irmã mais nova de OYÁ), quem é guardiã de todos os segredos.

Para outros é um caminho de OBATALÁ e para outros é um ODUDUWÁ. Há quem pense que seja um EGUN divinizado.

Em CUBA, seu segredo se preservou em lugares remotos, como o campo, por exemplo, cidades pequenas e vilarejos afastados das grandes cidades.

Trabalha com ODUDUWÁ e está associado aos ORIXÁS BOROMU (BROMU), BORONSIA (BRONSIÁ), HONDO e AGOMAN, não trabalha se não houver ODUDUWÁ.

Recebe todas as oferendas e sacrifícios que se oferecem a ODUDUWÁ.

Recebe-se com 4, 6 ou 8 OTÁS (depende da família que o esteja consagrando), vai em uma sopeira funfun (branca).

 

Maferefun IROKO todos os dias!

 

Ifá Ni L’Órun

Gostou? Que bom, compartilhe com seus amigos.